Home Administração Coronavírus: como ficam as Micro e Pequenas empresas em meio à crise

Coronavírus: como ficam as Micro e Pequenas empresas em meio à crise

Por Fernanda Carvalho
Atualizado em 19 de Março de 2020 | 5 min. de leitura

Já são mais de quinhentos casos confirmados do novo coronavírus até o momento no Brasil, a maior parte deles é no Rio de Janeiro e São Paulo .O Ministério da Saúde tem trabalhado com ações de prevenção do contágio da COVID-19 através de incentivos e campanhas de conscientização. 

Cidade deserta:

Estabelecimentos de diversos setores tiveram que fechar as portas por tempo indeterminado, de acordo com as orientações do Ministério da Saúde:

  • Cinemas
  • Casas de festa
  • Comércio em geral
  • Teatros
  • Shoppings
  • Escolas publicas e particulares, entre outros

A exigência também se estendeu até em locais públicos, como praias e calçadões.

Home Office:

O cenário é  o mesmo nos escritórios, muitas empresas foram orientadas a liberar os seus funcionários para trabalhar de Home Office.

Aqui mesmo na VVS Sistemas, para resguardar a saúde dos nossos colaboradores, liberamos 100% da equipe para exercer as funções de casa através do acesso remoto em menos de 24h após a decisão do Ministério da Saúde.

Micro e Pequenas Empresas correm risco de ‘quebrar’:

Com o número grande de pessoas em casa e estabelecimentos fechados, alguns negócios podem ter a situação financeira comprometida, principalmente micro e pequenas empresas.

O presidente do Sebrae, Carlos Melles, afirma que “é esperada uma redução geral da atividade econômica, em especial nos setores de comércio e serviços”, afirmou à Folha de S. Paulo

Para a crise sanitária não interferir de maneira drástica na economia das micro e pequenas empresas, ações foram tomadas pelo Ministro da Economia, Paulo Guedes e também por diversas empresas e bancos privados que oferecem linhas de crédito: 

  • Liberação de quase R$150 bilhões na economia
  • Prorrogação do pagamento de impostos
  • Concessão de linha de crédito imediato e com juros menores
  • Parcelamentos e prazos maiores para quitação de dívidas, entre outras medidas

Como manter a Gestão comercial em tempos de Coronavírus

A situação atual pode afetar a economia da sua empresa, esteja atento e evite que o seu negócio ‘quebre’. Selecionamos algumas dicas que vão ajudar na administração do seu empreendimento:

Entenda melhor o seu Fluxo de caixa:

 “O Fluxo de caixa deve ser utilizado como controle e, principalmente, instrumento na tomada de decisões.”, portal SEBRAE. É a gestão  de entrada e saída dos recursos financeiros da empresa, o que vai ajudar na tomada de decisões no futuro, ou seja, é uma projeção financeira.

Todas as despesas, por menores que sejam, precisam ser registradas e todos os ganhos também, através das vendas. Essas informações são registradas em Relatórios, que podem ser diários, semanais, mensais ou anuais. 

Fazer esse controle em Planilhas é uma possibilidade, mas demanda muito tempo e precisa manter os dados organizados  de forma disciplinada. O melhor seria adotar um Software de Gestão Comercial para fazer essa parte de maneira automática, clique aqui para saber mais detalhes.

É essencial também manter o controle de outros “braços” do setor financeiro:

  • Contas a pagar
  • Contas a receber
  • Plano de contas
  • DRE gerencial
  • Receitas e despesas fixas

Saiba gerir as outras áreas da empresa:

  • Gestão de funcionários
  • Cadastro de Fornecedores
  • Controle de estoque e inventário
  • Relatórios de vendas, compras e produtos
  • E muito mais…

Como cuidar de todas essas etapas da Gestão do seu negócio de uma forma simples e segura? O ideal é adquirir um Software de Gestão Comercial, aqui na VVS Sistemas temos o C-Plus! Clique aqui para fazer o teste grátis por 30 dias, isso mesmo! E pode contar com a nossa equipe para tirar todas as suas dúvidas.

Acreditamos nas micro e pequenas empresas e estamos aqui para ajudar na gestão do seu negócio!

Veja aqui o que preparamos para o Mês do Consumidor! 


POPULARES

Como vai funcionar o Pix para empresas?

O Pix começa a valer nesta segunda-feira, 16 de Novembro

Telegram: Por que você precisa conhecer melhor?

O que tem por trás do aplicativo de mensagens ainda pouco usado, mas em constante crescimento? Veja também nessa matéria algumas de suas funcionalidades e principais diferenças em relação ao Whatsapp.

Coronavírus: como ficam as Micro e Pequenas empresas em meio à crise

Com muitos estabelecimentos fechados e pessoas evitando sair de casa, as ruas estão vazias e os pequenos empreendedores já estão vendo o impacto disso na lucratividade.

NFC-e Minas Gerais: 9 perguntas e datas para a exigência da Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica

A SEFAZ de Minas Gerais divulgou novos prazos para a obrigatoriedade do uso da NFC-e, a última data é dia 1º de Setembro de 2020. Todos os estabelecimentos precisam estar atendo para não correr riscos de serem penalizados.